5 tendências do mercado financeiro que estão em alta

Separamos algumas tendências em alta para o departamento financeiro e que merecem um pouco da sua atenção.

Vem ver!

  1. O crescimento das Fintechs

Também chamadas de startups financeiras, as Fintechs tem a finalidade de oferecer soluções alternativas ou até mesmo complementares para as instituições financeiras. Seu objetivo é resolver determinados problemas no segmento de finanças, como, por exemplo, a burocracia ou os juros. 

No geral, as fintechs estão mais presentes em atividades como investimentos, empréstimos, seguros, cartões de crédito e pagamentos. De acordo com o Mapa de Fintechs do Brasil, no ano de 2019 existiam mais de 500 startups financeiras no país, número 34% maior do que o registrado em 2018. 

     2. Automação e tecnologia artificial

Nos últimos anos, os processos de automação e tecnologia artificial aumentaram – e muito – no setor financeiro pelo mundo. Um exemplo disso é que o uso de chatbots triplicou, passando de 6% para 18%, de acordo com dados divulgados pela Forbes.

       3.Open Banking: o cliente como dono dos próprios dados financeiros

Neste modelo, as empresas só poderão compartilhar informações de um cliente (seja ele físico ou jurídico), se este consumidor pedir ou autorizar o envio dos próprios dados para outra instituição financeira. 

Dessa forma, atualmente em casos onde, por exemplo, o correntista do banco X deseja pedir um empréstimo no banco Y, no qual ele não tem conta aberta, ele terá dificuldade. 

Isso acontece porque o banco Y não tem dados suficientes para avaliar se pode liberar ou não o crédito para o cliente e isso porque é o banco X quem detém essas informações. Assim, a operação se torna mais arriscada para o banco Y e ele tende a não conceder o crédito. Com o Open Banking esse jogo muda totalmente. Já que seu princípio é que os dados do consumidor são de sua propriedade e não do banco ao qual ele está vinculado. Interessante, não é?

       4. Open Finance: o compartilhamento de dados bancários

Essa tendência de Open Finance consiste na portabilidade dos dados financeiros e bancários dos clientes a todo o mercado, no momento que acharem adequado. Assim, o consumidor terá mais liberdade para se relacionar com diferentes instituições financeiras no momento que desejar. Nesse modelo, todo cliente passa a ter um controle maior sobre seus dados financeiros em todas as esferas de mercado.

        5. Open innovation: uma colaboração diversificada

O sistema financeiro também conversa com um outro conceito de inovação que começa a tomar forma no país e que permite o desenvolvimento de produtos e modelos de negócios para impulsionar o mercado: o Open Innovation. Por este método, as empresas inovam não só seus processos de gestão, como também promovem uma troca de informações de forma mais disruptiva. Aqui, as companhias atuam de forma mais colaborativa e diversificada, trabalhando com o esforço conjunto e a constante alimentação de novas ideias. Pela Open Innovation, a produção de novos insights não parte somente da equipe interna de uma empresa. Ele surge de um conjunto de elementos externos, começando por fornecedores, passando por clientes, startups, órgãos públicos entre outros.
Agora que você já sabe quais são as tendências do mercado financeiro que estão em alta, que tal conferir como a Monday.com pode levar mais organização ao seu gerenciamento de projetos?

publicado em julho 15, 2021
por admin
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Open chat