Gestão de stakeholders em projetos: definição e dicas de gerenciamento

gestão de stakeholders

A gestão de stakeholders é fundamental para o planejamento e execução de projetos. Além de dar um foco mais estratégico para o gerenciamento, ela garante que os interesses de todas as partes envolvidas sejam contemplados. 

Quer saber mais sobre o tema e entender como é possível aplicá-lo na sua rotina empresarial? Então é só continuar a leitura e ao final deste artigo você já vai estar por dentro de tudo. Vamos lá?!  

O que são stakeholders? 

A expressão vem da junção de duas palavras: “stake”, que em tradução livre significa interesse ou participação, e “holder”, que significa titular ou aquele que detém. Portanto, stakeholder significa algo como “parte interessada”. 

O conceito foi criado pelo filósofo estadunidense Robert Edward Freeman na década de 60. Sua definição era de: “grupos que sem seu apoio a organização deixaria de existir”. 

Na gestão de projetos, stakeholders são todas as partes envolvidas nesse processo, seja de forma direta ou indireta. Portanto, esse grupo de pessoas é responsável pelo sucesso desse projeto e devem ser criadas estratégias para que eles tenham a melhor experiência possível com o negócio. 

Conheça os principais tipos de stakeholders

Para entender melhor como funcionam as estratégias acerca dos stakeholders, é preciso entender quais são as partes interessadas envolvidas em um projeto. 

Para deixar esse entendimento mais claro, dividimos os stakeholders em quatro classificações distintas: primário, secundário, interno e externo. Isso ajuda a entender o grau de dependência entre a empresa e a parte em questão. Explicaremos melhor abaixo. 

Stakeholder primário 

É o grupo de pessoas que exercem influência direta nos resultados do projeto. É o caso por exemplo de: 

  • Clientes; 
  • Colaboradores; 
  • Proprietários;
  • Concorrentes;
  • Investidores. 

Em níveis diferentes, todos eles são decisivos para o sucesso de uma estratégia. Logo, são os stakeholders mais importantes para o negócio. 

Stakeholder secundário

São partes que podem ser impactadas por sua empresa, exercem certa influência, porém, não são decisivos para que os resultados sejam alcançados. Entre nessa classificação grupos como: 

  • Imprensa; 
  • Instituições financeiras; 
  • Governo; 
  • ONGs.

Stakeholder interno 

São todas as pessoas envolvidas na rotina de trabalho da empresa e que estão diretamente ligadas com o projeto em questão. Entrem nessa lista: 

  • Gestores;
  • Colaboradores;
  • Lideranças (diretores, proprietários etc).

Portanto, um stakeholder interno é, necessariamente, também classificado como primário. 

Stakeholder externo 

São grupos de pessoas que não estão dentro da rotina da empresa, mas, de certa forma, interagem com a dinâmica do negócio. É o caso por exemplo: 

  • Clientes;
  • Profissionais financeiros; 
  • Familiares dos integrantes do projeto e dos clientes; 
  • Profissionais da mídia; 
  • Líderes sindicais. 

Leia também: Gestão de Projetos: 10 dicas para fazer um bom gerenciamento

Qual a importância da gestão de stakeholders em projetos?

Para sua empresa alcançar os resultados esperados, ela deve saber como impactar as pessoas de forma positiva. Isso é válido tanto pelo aspecto comercial, no sentido de atrair clientes, quanto internamente, pensando no alinhamento organizacional. 

Pense bem, em todos os níveis, uma empresa lida com pessoas que influenciam de uma forma ou de outra em seus objetivos. 

Por exemplo, os stakeholders internos são responsáveis por executar as estratégias, por fazer a empresa funcionar. Logo, impactá-los positivamente é de suma importância para que você consiga extrair o máximo de cada um e, assim, ser mais efetivo em suas ações. 

Já os stakeholders externos, como os clientes, podem influenciar por meio de seu comportamento. Ou seja, a satisfação desse grupo é fundamental para que o negócio seja bem sucedido, logo, é imprescindível pensar em seus interesses durante o planejamento e execução do projeto. 

Dicas de como fazer uma boa gestão de stakeholders 

É papel do gestor pensar na construção de relacionamentos satisfatórios com todas as partes interessadas de um projeto, sejam elas internas ou externas. Pensando nisso, listamos dicas que podem te ajudar nesse desafio. Veja só!

Identifique as partes interessadas 

Seu primeiro passo para colocar em prática ações para todos seus stakeholders é, claro, identificar quem são eles e classificá-los de acordo com seu grau de importância. 

Por exemplo, seus stakeholders internos podem ser divididos entre lideranças e demais membros da equipe. Assim, você pode pensar em estratégias específicas para engajar cada colaborador de acordo com as exigências do seu cargo. 

Já em relação aos stakeholders externos, busque listar quais grupos mais influenciam na rotina da sua empresa. Os clientes devem sempre ser a prioridade neste caso, mas, aqui podem entrar também fornecedores, a mídia, entre outros. 

Leia também: Trabalho em equipe: 7 dicas para incentivar a prática na sua empresa

Tenha planos de ação para cada stakeholder

Para ser mais assertivo no relacionamento com seus stakeholders é importante ser o mais direcionado possível em suas estratégias. Ou seja, é preciso entender as necessidades de cada grupo para que seja possível criar relacionamentos mais positivos com cada um deles. 

Portanto, nada de generalizar suas ações, está bem? O segredo da gestão de stakeholders está justamente na minuciosidade que este conceito emprega.

Banner para contato no artigo "Gerenciamento de múltiplos projetos"
publicado em abril 4, 2022
por E-Dialog Agência
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Open chat